quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Perda da gentileza e da cortesia



Existem pessoas que realmente não sabem ser educadas com os outros, acham que a sua "sinceridade" é o ponto alto da sua personalidade, mas não levam em consideração o respeito ao proximo, a gentileza e a cortesia que formam a tal da educação social de um ser humano.
Independe de ser homem ou mulher [mas em mulheres, é bem mais comum], essas pessoinhas fracas e mesquinhas acham que rebaixar o proximo, dizer "na lata" as suas verdades a respeito de tudo é o máximo da sinceridade e da franqueza... e como tem ideias e opiniões sobre tudo essas pessoinhas...mas em geral, apenas demonstram suas falhas de carater, sua completa falta de senso de oportunidade, sua generosidade zero, sua simpatia rasa.
O que venho notando, quando vejo isso acontecer e isso tem sido frequente nos textos que leio e por onde navego, é que já não me incomodam mais essas pessoinhas, pois seu curto sucesso, mantido a duras penas, bajulando uns, alisando outros, acaba logo e as demais pessoas atingidas continuam vivendo felizes e em harmonia com o Cosmo, sem que as tais pessoinhas façam a menor diferença em suas vidas e como dizia um sábio articulista: os cachorros latem enquanto a caravana passa, não é?

2 comentários:

muitasartes.com.br disse...

Oi querida, generosa é vc que faz um trabaho tão bonito.
Nós estamos juntas na arte de bater agulhas, rsrs
bjos
Sula

Maria Cecília Amaral disse...

Oi, Amiga.


Lindo post!
O egoísmo impera por aí.

Hoje vi uma notícia na TV que uma senhora que andava na calçada da Av. Paulista, diga-se de passagem idosa com ajuda de um andador, teve um ataque de ira...queria expulsar um tetraplégico da calçada.Tipo morador de rua sabe...
Foi uma cena deprimente.

Beijos carinhosos.

Tica